Sobre





Na Pinguim Tagarela, você encontrará os mais diversos assuntos: Filmes, Séries, Livros, HQ's e Games, além de alguns artigos, novidades e informações sobre a cultura nerd, pop e geek. A Pinguim Tagarela visa inovar, buscando sempre novos conteúdos e diversificando na maneira de transmiti-los. Cada conteúdo será retratado de forma subjetiva, pessoal e particular, o que proporcionará a cada postagem um toque individual e único. Enfim, toda tagarelice é muito bem vinda.

Um pouco sobre o desenvolvimento:

Foi criado e desenvolvido em 06/12/2014, por sua autora Diovana, que para escolher o nome "Pinguim Tagarela" contou com a ajuda especial de seu namorado Hyziel Rodrigues, além disso ajudou também com algo muito importante: o incentivo. Vale ressaltar que a contribuição dele não para por aí, ele ajuda com ideias, fotografias, entre outras coisas e auxilia muito no background e a isso ela é eternamente grata!

Para esta nova ideia que vinha surgindo foi preciso coloca-lá no papel, desenvolver bem o projeto para logo em seguida pôr a mão na massa (como diz aquele dito popular) e partir para o trabalho duro. Foram longos dias até que o blog recebesse um visual que o caracterizasse, depois de um tempo foi preciso readaptar porque a gente cresce e evolui, inclusive a Pinguim Tagarela, então hoje ela está mais perto da sua identidade e a cada dia crescendo mais e mais.

Quer falar comigo? 

Você pode preencher o formulário na aba Contato ou através das Redes Socias:

 Facebook  InstagramTwitter

Ou ainda pelo email: pinguimtagarela@gmail.com

🐧

Não esquece de interagir na #pinguimtagarela no insta 

E então, vamos tagarelar?







Diovana, 21 anos. Virginiana.

 "É necessário saber que sou uma Time Lady, então quando não estou escrevendo e administrando a Pinguim Tagarela, estou viajando pelo Espaço-Tempo com minha Tardis." [Whovian aqui]

E também, Defensora da Terra 💙

Busca seus objetivos a finco. Sonhadora nata, não cansa de insistir no que acredita. Apaixonada por cinema, livros, artes, música e ideias inteligentes. Viciada em séries, Percy Jackson, Star Wars, Harry Potter, em frases e uma boa cafeína. Futura bióloga, acredita que pode mudar o mundo. Desde pequena sonha em ser cientista. Adora ficção-cientifica, aventura e fantasia, mas não pode nunca deixar faltar um romance água com a açúcar devido a seu romantismo. Tem uma queda por astronomia e psicologia, mas sua paixão mesmo é a biologia. Desde sua infância adora a franquia Resident Evil, mas tem como preferido o RE4. Por ser justa, admira super heróis. Escreve por pura paixão e em cada palavra há um pouco de si. A combinação com drama se faz presente em sua personalidade. Leal aqueles que ama, acredita sempre na forma mais bela de demonstrar amor.

Aspirante à escritora e você pode encontrar alguns de seus textos e poesias no Medium. Tem um microconto, publicado no Sweek, chamado "A (NÂO) ESCOLHA DE SER" e não pretende parar de criar e publicar outros.

Me acompanhe: Twitter | Instagram | Medium | Skoob | Banco de séries | Filmow


(Tradução: Entre 7 bilhões, há alguém como você.  - Doctor Who)

Todas as postagens da autora aqui.




Hyziel, 21 anos, pisciano.

Algumas horas na faculdade de computação, algumas horas na faculdade de história e muitas horas na frente da tv e da tela do cinema. Viciado em séries desde os tempos do SBT às tardes da noite, e agora levo a vida na base do torrent e Netflix. 

Fã devoto da New Who, se você tem um amigo chato que fala por horas dos filmes e series que gosta então tu já me conhece um pouco.


Redes sociais:


Todos os posts do autor aqui. [Em breve]





Vitória, 22 anos, leonina.

“'Eu' é a palavra mais difícil de definir.” 
John Green.

Estudante de direito e amante dos livros, se perde no universo jurídico e romântico. Se vê no caos que é o “ser” e ao encontrar a tristeza, assiste ao mesmo episódio de Grey’s Anatomy (Temporada 8, episódio 10) repetidas vezes, até se perder no sentido de suas lágrimas. Apaixonada por gatos, séries, livros de romance, thrillers que tiram o fôlego, direito penal, raposas, melissas, Jojo Moyes, e futebol. Usa sempre frases de John Green para escrever seu humor, e inclusive, tenta entender qual seria a ligação entre ele e Shonda Rhimes.

Sua playlist no Spotify pode ser extremamente eclética, mas não vai deixar de ter “Sleeping At Last” em qualquer parte, e acredita fielmente que irá entrar em seu casamento com “Turning Pages”.

Não peça para ler algo de sua própria autoria, pois pode ser um caminho sem volta.

“Então voltei para o meu quarto e desabei no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.” – John Green.







Tecnologia do Blogger.